Posso consumir Zero Lactose?

by - segunda-feira, novembro 19, 2018



Antes de começar uma explicação bem rápida, uma legenda pra ajudar a entender melhor:

Lactose: É um tipo de açúcar exclusivo do leite o qual é quebrado em duas partículas no organismo para ser devidamente absorvida/digerida.

Lactase: Enzima responsável pela quebra da lactose em dois derivados, glicose e galactose.

Carboidrato: É um dos principais grupos de nutrientes (também chamado de grupo dos açucares) responsável pelo fornecimento de energia ao corpo.

Glicose: Uma molécula que pertence ao grupo dos carboidratos. Um complexo sistema de enzimas irá degradar essa molécula para obtenção de energia para todas as funções do corpo humano.

Galactose: Um monossacarídeo (ou açúcar simples), sua função é puramente energética e é o principal carboidrato responsável pela formação do antígeno (partícula ou molécula capaz de deflagrar a produção de anticorpo específico) do grupo sanguíneo B.

Intolerância a Lactose: O organismo não produz a lactase em quantidade suficiente para ser capaz de quebrar toda a lactose ingerida. Essa falta é a chamada intolerância. O açúcar do leite que fica sobrando no intestino acaba fermentado por bactérias, provocando mal-estar.








Como isso funciona?


Uma vez no intestino, a lactose deve ser quebrada por uma enzima chamada lactase que a partirá em duas moléculas: glicose e galactose, para que assim o corpo possa utilizá-los em sua função efetiva que é fornecer energia ao corpo.
Quando há intolerância à lactose o corpo não produz lactase suficiente para dar conta de hidrolisar toda lactose ingerida, então, há uma sobra de lactose no organismo que causam sintomas desagradáveis aos portadores.


Não tenho intolerância à lactose, posso ingerir produtos Zero Lactose?

A indústria tem nos fornecido uma gama enorme de alimentos Zero Lactose, o que é bom (ou não) para que quem é portador  dessa intolerância possa ter uma alimentação quase sem privações.

Acontece é que os produtos Zero Lactose não são exatamente zero. Sim, eles não contém a lactose em si, mas não porque foi retirada mas sim porque foi adicionado à composição do alimento a enzima lactase, ou seja, há uma enorme quantidade de açúcares livres, de imediata absorção.

Diabéticos ou com tendência hereditária, pessoas que fazem controle glicêmico ou com problemas com triglicérides consulte seu nutricionista para uma ingestão cuidadosa e que não te traga outros problemas.

“Além disso, observe os aditivos químicos, a base de sódio e fosforo (fosfato) na lista dos ingredientes. O sódio é um nutriente que aumenta a eliminação de cálcio pela urina, ou seja, não adianta o leite ser fonte de cálcio se com ele vir muito sódio adicionado pela indústria, que fará com que este cálcio não fique retido no corpo. Já o excesso de fosfato altera a função da glândula paratireoide e dos rins, podendo aumentar liberação do hormônio PTH e desmineralizar o osso (aumenta a saída de cálcio do osso)”
Henrique Freitas Soares – Nutricionista pesquisador



Conclusão

Não se deixe levar pela mídia! Isso é muito importante! Cada nutriente tem sua peculiaridade assim como cada organismo, nenhum é igual a outro. Entenda que não é só porque o(a) fulano(a) tem os mesmos sintomas e estilo de vida (ou idade, emprego, faz os mesmos exercícios ou nada em comum mesmo) que você, a dieta que ele faz te fará bem também, vocês não tem a mesma genética, mesmo tipo sanguíneo, os metabolismos funcionam de maneiras e em velocidades diferentes.

Seu corpo, sua saúde são assuntos sérios, cuide de si mesmo, se ame, se aceite. Procure um profissional habilitado para te ajudar como você merece.

Obs: Isso também vale para os produtos sem glúten, ok?




Alguma dúvida? Deixe nos comentários que na medida do possível irei responder. Beijos e até semana que vem.


You May Also Like

1 comentários